quarta-feira, 28 de setembro de 2011

Sobra segurança e falta conforto...

Gente, é sobre a cadeirinha do carro... Já estou pra compartilhar e tirar essas dúvidas com vocês a algum tempo...

Levo mais ou menos 40 minutos todos os dias no trajeto da casa para a escola e vice-versa. A Maria vai tranqüila dormindo, porém a cadeirinha não desce tanto e acho que é normal e a cabecinha da Maria fica um tanto quanto pra lá e pra cá, até porque eu desço serra e subo serra, muitas curvas...

Já comprei uma almofada iguais aquelas que a gente anda no avião, mas não deu muito certo porque fica caindo pra frente, ai tenho que ficar parando pra ajeitar... Agora improvisei uma almofadinha daquelas mais compridinhas pra Maria colocar a cabeça, mas só firma mesmo de um lado e aí nas curvas, pra lá, pra cá... Até porque se colocar uma almofadinha de cada lado, a Maria não vai caber na poltrona.
A minha cadeirinha é essa da foto...
(Imagem tirada da net)

O Bebê conforto era muito melhor!!!

Novidade: Maria está ótima com o desfralde e nem dorme mais de fralda... Só que como a mãe não tem papas na língua (Isso é o que dizem, né!). Outro dia tinha uns pedreiros lá em casa e eu estava conversando com eles e ela perto. De repente, ela soltou: "Mãe, vou entar! Tchau moço. Eu vou fazer cocô!!"

Precisa anunciar????

Quem tiver sugestão pra cadeirinha me fala, tá.

Bjs.
A gente se vê.

terça-feira, 20 de setembro de 2011

Nada de bobeira!!!

Todo mundo já sabe que eu parei de trabalhar a pouco tempo para me dedicar à Maria e ao meu marido e está sendo uma delícia... Só tem uma coisa que eu acho engraçado, toda vez que eu encontro alguém que, digamos assim, não me vê a um tempinho em determinados lugares que eu freqüentava quando trabalhava fora, a pergunta é a mesma:

Pessoa: - Não tenho te visto mais... Que houve?

Eu: - Ah, eu saí de lá... Não estou trabalhando mais não...

Aí vem a expressão que eu acho engraçada (mas, também tá começando a me irritar!!!!):

Pessoa: - Ah, agora você tá de bobeira!!

Como assim??!! Donas de casa e mães, me digam: Vocês conseguem ficar de bobeira quando estão em casa???? Eu imagino que as pessoas devem pensar que eu levanto, tomo um café da manhã de pousada, vou relaxar na piscina com a Maria até dar a hora dela ir para a escola e aí então é só maravilha!!! AlÔÔÔ!!!

Gente, eu tenho muitas coisas para fazer e toda mulher que é mãe e administradora do lar, sabe bem como o nosso dia passa rápido, tem dia que eu peço para ter pelo menos 26 horas... E ainda acho quem fale: 

“Aproveita que você tá em casa e tenha logo o segundo...”
(Qualquer dia eu acho q vou deixar de tomar meu remedinho!!! Não é a pílula, não, é o Gadernal mesmo!!!)

A minha Maria tá cada vez mais comunicativa, falante e agora não pode ver um microfone que pede pra cantar. Já mostrei ela no youtube, né!

Mas, também tá entrando nessa de bobeira. Outro dia eu estava toda enrolada ainda arrumando as coisas da mudança e ela me chamando pra brincar. Eu só ficava dizendo pra ela esperar mais um pouquinho. Teve uma hora que ela não agüentou mais esperar e disse:

- Mãe, “se” boba! Vem brincar com eu!!

Daí não resisti e fiquei de bobeira a manhã toda com ela!!!
Literalmente... de bobeira!!!!
Bjs.
A gente se vê.

quinta-feira, 8 de setembro de 2011

Na verdade, a mãe também tem que ser preparada para o desfralde!!!

É mesmo dura a vida da bailarina, quero dizer, de uma mãe!!! Mas, tudo indo e dando certo, inclusive o desfralde. Aliás, a Maria Rita não quer colocar mais fralda nem para dormir, nem para sair. Eu é que não estava preparada para isso, mas fazer o quê. Como sair correndo no shopping à caça de um banheiro, meu Deus, porque quando ela dá vontade estamos a quilômetros de distância do banheiro e quem me conhece sabe que eu sou uma das mães mais enroladas do mundo e a Maria, a filha que mais faz o que a gente fala que não é pra fazer!!!

Exemplo:
Cena 1: Acabamos de sair de casa e perguntei 497 vezes se ela queria fazer xixi ou cocô. Maria sempre responde que não quer.

Cena 2: Viramos a segunda rua pelo menos uns 300 mts da nossa casa e eu ouço uma voz vindo da cadeirinha: “Agora eu quero fazer xixi!”. O pânico toma conta... da mãe!!! (Eu sei que eu não posso deixá-la nervosa!)

Cena 3: Graças a Deus, a farmácia que tem nessa rua é do primo do papai da Maria e eu peço encarecidamente que ele nos deixe usar o banheiro pra “bonitinha” fazer xixi. Claro que ele deixa, mas deve ter pensado: “Eu, hein, mora tão perto e vem fazer xixi aqui na minha farmácia!”... Mas eu não ia voltar em casa de jeito nenhum, porque ele não sabe que eu levei umas duas horas pra conseguir sair de casa!!!

Cena 4: Repito 953 vezes pra Maria não encostar no vaso sanitário e nem colocar a mão na lixeira e ela faz o quê???? Abre a lixeira pra ver o que tem dentro e mete a mãozona no vaso!!! AAAAAAAAAAAAAi....

Cena 5: Consegui limpá-la, vesti-la e voltar para o carro, porém antes comprei um pacotinho de fralda e depois de muuuuuuuito custo consegui que ela deixasse eu colocar uma nela para que ela pudesse ficar no parquinho do shopping sem problemas...

Minha "menininha" brincando com a Branca de Neve sem fralda (aliás, as duas),
querendo já ser super independente...
Tá nesse nível!!!

Bjs.
A gente se vê.