quarta-feira, 23 de março de 2011

Tá com dor de ouvido? Vai soprar gaita! ... E algumas dicas da Maria.

Então, nem falei... Antes da semana do Carnaval, a Maria Rita teve uma dor de ouvido. De repente, de madrugada, ela acordou dizendo que queria remédio, e vamos combinar, pra criança pedir remédio é porque tá doendo mesmo! Saímos com ela por volta de 01 da manhã e fomos parar em um hospital grande aqui na minha cidade. Essa hora, claro, tiveram que acordar a pediatra! Tudo bem, a pediatra, uma senhora de + ou - 50 anos (eu digo, senhora, não por causa da idade, tá gente, mas por falta de intimidade com a pessoa!) nos atendeu com a maior paciência e depois de ver que realmente a dor era no ouvido, passou remédio para descongestionar, para febre e para pingar no ouvido. Foi aí que aconteceu uma coisa engraçada: quando pensamos que a consulta de emergência estava finalizada, a pediatra disse que eu deveria sair dali com a Maria e quando chegasse em casa era pra fazê-la soprar uma gaita ou uma flauta que ajudava a soltar o catarro (ECA!). Eu entendi o "espírito da coisa", mas visualizem: ia dar umas 02 horas da manhã, estávamos todos bêbados de sono e eu ainda tinha que soprar uma gaita com a Maria... Pelo amor de Deus, eu e meu marido ficamos sem saber se procurávamos uma farmácia 24 hs ou uma loja de R$ 1,99 que funcionasse 24hs, de preferência. Fala sério!
Eu sei que não sopramos gaita, nem flauta nenhuma e a febre da Maria ainda durou mais 02 dias. Resolvemos levá-la no pediatra dela mesmo. Alerta: Gente, eu tb não gosto de ficar dando antibiótico para Maria Rita, mas ele disse que a pediatra (a da gaita!) deveria ter passado um antibiótico para dor de ouvido e não remédio para pingar, porque em otite interna não se pinga remédio. Detalhe: na noite anterior, quando expliquei o problema ao pediatra dela (o normal!), ele havia me pedido para  não pingar mais o remédio, mas como fiquei com medo dela dar dor novamente de madrugada, pinguei. Não deu outra: quando cheguei na consulta logo cedo e ele viu o ouvido da Maria, me disse que tinha uma poça de remédio lá (que não era pra estar! Acho que até ele ficou meio confuso: "Quem será que tá com problema no ouvido? a mãe ou a filha? eu não disse que não era pra pingar mais?!) impedindo de fazer uma melhor verificação do ouvidinho da Maria. E eu? Ué, fiquei parada com cara de "paisagem" na frente dele, tipo assim "não tô entendendo o que aconteceu, mas na verdade foi eu!". Foi aí que ele me explicou com um super desenho no computador - porque ele percebeu que eu sou daquelas mães: "Você entendeu ou quer que desenha?" -, que somente pinga remédio quando a otite é externa e como a dor de ouvido era causada porque a Maria estava muito "congestionada", as gotinhas do remédio só serviam para "adormecer" a dor e não combater o catarro, por isso a febre continuava cada vez mais forte e com mais frequência. Dor diagnosticada corretamente, tratamento correto, carnaval salvo!
(Imagem tirada da net)
O desenho era + ou - assim: explicando que o catarro que vinha da face "empurrava" o tímpano gerando a dor, com perigo até de perfurá-lo.
Maria Rita tb é cultura!... rsrs
Bom, a dica da Maria Rita desse post é o seguinte: tá rolando sorteio no Cia das Mães e tem um programa novo legal no canal GNT: Mãe e Cia. São vários horários durante a semana. Eu assisti ontem à noite, abordaram assuntos como a amamentação, os primeiros passos, um pai ensinando a dar banho no bebê e o significado do choro dos bebês. Para mães de primeira viagem, é muito bom! Acho até que de vez em quando podemos enviar dicas pra elas fazerem o programa, porque para nós, mães blogueiras, o que não falta é conteúdo, né! Modesta!!!
Papai do céu, dai sabedoria à nós mães para lidarmos com essas "dorzinhas" que nossos filhos possam sentir. Amém.
Bjs.
A gente se vê!

5 comentários:

  1. Oiee..adorei seu post..calma,explico..rsrs..tirando obviamente a parte do dodoi da Maria,ele foi mt explicativo!!!Eu tenho sinusite e sofro mt com crises terriveis de otite..só eu sei uq é isso..ano passado eu tive que tomar 2 injeções,e cheguei a ficar internada,pois desmaiei de tanta dor de ouvido!!!:-O
    o negocio é serio mesmo,e vc explicou bem os tipos de inflamação,o problema da auto medicação,com direito a ilustração e tudo!! perfeito!!!com certeza mt util as mamaes...
    agora vamos tocar uma gaita p comemorar??heheeh..olha,sobre a receita,testa sim!! vc vai se surpreender!!! fica uma delicia! E n esquece de me contar se fizer,tá???
    beijos,otima semana!!!

    ResponderExcluir
  2. Ai, Laura ainda não sabe assoprar se não ia lá comprar uma flautinha pra ela.

    Ai, esse negócio de dor no ouvod é barra mesmo. Estou atenta quando a isso, principalmente o lance do nariz cheio.

    Agora, sexta voltaremos ao pedi para ver se Laura melhorou. Oremos que sim.

    Ontem lembrei de vcs. Fomos a um supermercado que tem mais as novidades, que tem coisas diferentes dos outros e não é que lá encontrei as sobremesas da Batavo: chocolate e flan caramelo!!! Fiquei tão feliz =)

    E na páscoa, hiem? O que fazer????

    Bjokas.

    ResponderExcluir
  3. A Maria Rita é linda, e pela primeira vez achei uma dor de ouvido engraçada...

    Beijoss Sii

    ResponderExcluir
  4. Ai meu Deus como mãe sofre né? Judiação destes pequenos gente...deveria ser proibido ficar doente até atingir a maioridade..rsrs..mas mãe é mãe flor, sabe tudo, tem instinto, se vira nos 30 e principalmente o amor traz a sabedoria..sua filha é linda!!! Beijos, Re

    ResponderExcluir
  5. oi flor nossa o Caio com a idade da Maria Rita, tambem teve otite, tomo antibiotico e usou as gotinhas, teve essas crises umas 3 vezes, bem igualzinho, ate que cheguei no pediatra e disse pra ele, olha ele toma e toma antibiotico não melhora nunca, entao o pediatra me disse, vamos pra um otorrino... lá ela viu que o Caio tinha renite alergica igual a mamae aqui, ai quando vejo que ele vai se atacar, dou um antialergico, nunca mais sofreu de dor de ouvido.
    Que bom que a florzinha melhorou e deu pra curtir o carnaval, tava linda de mulher maravilha hehehe...beijocas nas duas e obrigada pelo carinho!

    ResponderExcluir